Group of lawuyer working on difficult case

Tudo que um empresário deve saber sobre a Lei de Direitos Autorais

Quando existe uma responsabilidade por uma atividade empresarial, é muito importante que empresários fiquem atento as regras de direitos autorais, pois estando diante de uma atividade empresarial não é impossível que em algum momento da produção surja uma criação inovadora acerca de determinada atividade. 

Primeiramente é de suma relevância explicarmos o que seria o direito autoral, para que se familiarize com o assunto. 

O direito autoral é o direito que o autor possui sobre uma criação de uma obra intelectual, com o objetivo de resguardar a exploração de suas criações, que em primeiro momento é exclusiva. Esse ramo do direito tem como objetivo salvaguardar o criador em território brasileiro, podendo esse ser brasileiro ou até mesmo estrangeiro. 

  Desse modo, esse direito é dividido em dois: direito moral e direito patrimonial.

O direito moral, protege a originalidade da criação, ou seja, o respeito aos aspectos originais e o direito do autor de manter os aspectos por ele criados. Esse direito nunca poderá ser renunciado, ou seja, nossa legislação sempre protegerá a criação nesse aspecto. Desse modo, ele sempre terá o direito de ser mencionado como criador, além de poder retirar sua criação de circulação quando achar necessário e também poderá alterar qualquer aspecto e ainda barrar alterações realizadas por terceiros. 

O direito patrimonial trata da utilização e exploração econômica.  

Diferentemente do direito moral ele poderá ser renunciado ou transferido para outras pessoas e após o falecimento do criador, ainda serão transmitidos a herdeiros. 

No Brasil, a legislação que rege esse direito é composta pela lei n. 9.610/98 a qual define quem tem direito de ser protegido pela sua criação, estabelece como funciona os direitos morais e patrimoniais, além de outros tópicos acerca do assunto. 

Ademais o decreto n. 9.574/18 complementa a lei e agrupa diversos tópicos que foram editados visando a gestão de direitos autorais. 

Nas normas internacionais, o Brasil é pioneiro da convenção de Berna que explicita que o direito autoral deve acontecer de forma automática, não sendo necessária qualquer formalidade para que seja concretizado. Dessa forma, caso a criação se encontre em um país adepto a Convenção de Berna, o direito autoral também valerá lá, independente de formalidade. 

Para maior proteção dos itens criados é necessário que a criação seja registrada em órgãos oficiais de modo que, após o registro, caso necessário, será mais fácil a comprovação da sua autoria naquela criação. Importante salientar que, presume-se autor da criação aquele que primeiro registrar essa, apesar desse ato ser meramente declaratório. 

A Lei de Direitos Autorais é uma importante ferramenta para a proteção de suas obras e criações. Entretanto, como esse é um tema bastante amplo, recomendamos que você procure o apoio de especialistas no ramo para solucionar seus problemas específicos.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

NEWSLETTER

Receba notícias sobre o mundo jurídico

Informe seu e-mail

CONTATO

Horário de Atendimento: 8h às 18h, de segunda a sexta.

© 2019 Medeiros de Araujo – Todos direitos reservados. Desenvolvido por 3MIND

EnglishPortugueseSpanish
Open chat
Dúvidas? Fale com nossa equipe!